Conteúdo a partir de anúncios

Você sabia que mesmo sendo um empreendedor online, é possível gerar conteúdo a partir dos produtos anunciados em sua loja virtual? Parece estranho, mas não é.  O momento de inserir as descrições e informações sobre as mercadorias é o ideal para geração desses dados, que deixarão as ofertas mais atrativas e relevantes.

Além de imagens de vários ângulos, que chamam atenção do usuário do site, ouse na escrita, faça algo diferente. Descreva da maneira que você gostaria de encontrar o produto, caso fosse um cliente. Informações como dimensões, peso, marca, preço, acessórios que o acompanham, garantia e formas de pagamento são comuns. Logo, acrescente o diferencial, como opções de uso, dicas, relatos de clientes que já compraram ou usaram o produto e que nota eles dão à mercadoria.

Se possível, crie pequenos boxes informativos com curiosidades, banners de divulgação e vídeos ilustrativos, porque isso deixa a página e o anúncio mais completos e criativos. Inove e mostre a diferença no comércio eletrônico.

Então já sabe, quando for criar a sua loja online, coloque informações objetivas, mas que também sejam importantes para os clientes. Quanto mais o consumidor se sentir confiante de que o conteúdo passado é verídico e relevante, mais chances você terá dele efetuar a compra, divulgar a oferta e voltar outras vezes. E não se esqueça de utilizar DinheiroMail, assim você oferece a seus clientes diversas opções de pagamento – e a integração é feita de forma simples, rápida e segura. Boas vendas!

Posted in Mercado, Vitrine Online | Tagged , , , | Leave a comment

Sites mobile: aprenda como otimizar

O mundo das compras virtuais não é mais o mesmo desde a chegada do mobile commerce. O serviço permite, acima de tudo, praticidade para quem precisa comprar, pesquisar ou efetuar algum pagamento pelo aparelho móvel. Mas para que isso aconteça, é preciso atentar-se a otimização do site à tela do celular, afinal, ter que ficar procurando por botões minúsculos, dar zoom e complicar a navegação do usuário não é nada bom.

Para ajudá-lo a não passar por esses problemas, separamos algumas dicas de práticas para sites mobile, que poderão fazer toda a diferença:

1. Praticidade: Quando o usuário opta por usar o site mobile, significa que ele não tem muito tempo e precisa de informações rápidas. Por isso, priorize aquilo que for mais procurado no site;

2. Navegação: Use a navegação mais simples possível. Evite barra de rolagem e tente fazer com que as informações possam caber na tela do aparelho;

3. Fácil manuseio: Nas telas touchscreen, usam-se os dedos para acessar os aplicativos, sites e funções do dispositivo móvel. Logo, use botões maiores para que o usuário não clique em algo errado e desista de continuar no site;

4. Visibilidade: Texto legível, cores não muito claras e imagens de acordo com o espaço. Faça de tudo para que o usuário não tenha que dar zoom na tela; seja prático, direto e busque deixar o conteúdo sempre visível;

5. Acessibilidade: Evite usar conteúdos que contenham Flash, pois não são todos os smartphones que conseguem ler o sistema. E lembre-se: o site mobile deve funcionar em qualquer aparelho móvel;

6. Conversões: Reduza os passos para compras ou para contatos de seu site mobile. Procure usar ferramentas que ajudem na conversão, como detalhes do produto ou serviço, imagens e demais informações relevantes ao cliente;

7. Localização: A procura por informações locais é muito utilizada nos smartphones. Opte pelo uso do click-to-call (forma de comunicação imediata) e priorize dados como, número do telefone, endereço ou localizador da loja, no anúncio ou na loja mobile;

8. Transparência: As mesmas informações que forem solicitadas durante o acesso pelo computador, ofereçam-nas também na versão mobile. O usuário merece transparência e confiabilidade em seu site;

9. Redirecionamento: Esta técnica é fundamental para que o site possa identificar se ele está sendo acionado por meio de um dispositivo móvel ou não. Caso esteja, o cliente precisa ser redirecionado à versão mobile. Caso ele queira, dê a opção ao usuário de clicar no site completo, para que ele tenha mais informações ou até mesmo para que possa tirar dúvidas;

10. Ouça, aprenda e interaja: Ninguém está em busca do site perfeito, mas de um lugar que possa ajudá-lo a suprir alguma necessidade. Então procure por feedbacks e aperfeiçoe sempre o que achar necessário.

No final do ano passado, a DinheiroMail lançou o DinheiroMail Mobile para ajudar os m-consumidores com a correria do dia a dia. Com ele, é possível fazer pagamentos, checar cobranças e o saldo disponível na plataforma. Se o seu aparelho móvel é compatível com os sistemas Android, iOS ou Symbian, não perca mais tempo e acesse m.dinheiromail.com.br. Tenha conforto, praticidade e um site mobile pronto para atender às suas necessidades!

Posted in Mercado, Mobile Payment | Tagged , , , , , | Leave a comment

E-consumidores estão mais conectados às lojas virtuais

Cada vez mais pessoas trocam as lojas físicas pelas online. Alguns dos motivos para a preferência são: o frete grátis, a facilidade para se achar um produto e as opções de comparação de preço. Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, The State of Online Shopping 2012, conduzida pela SteelHouse, ouviu 300 consumidores para descobrir qual será a atitude deles com relação às compras pela internet em 2012.

O estudo revelou que 58% dos entrevistados pretendem gastar mais tempo e mais dinheiro com as compras online este ano. O uso de aparelhos móveis também contribui para o aumento de e-consumidores. Cerca de 52% das pessoas, que possuem tablets, afirmaram que farão mais compras em 2012 e 46% alegaram que adquirirão a mesma quantidade de produtos do que o ano passado. E quem tem smartphone também consumirá mais, cerca 37% dos entrevistados disseram que comprarão mais, enquanto 56% responderam que solicitarão itens com a mesma frequência que 2011.

E a categoria preferida para gastos dos estadunidenses este ano será a de eletrônicos. 44% dos entrevistados disseram que gastarão mais com estes itens. Já os eletrodomésticos e vestuários também terão um aumento no consumo, mais de 30% das pessoas disseram que vão comprar mais estes produtos. Já outra pesquisa realizada pela consultoria internacional KPMG em 31 países, revelou que a maior parte das pessoas – 76% nas Américas, 67% na região da Ásia-Pacífico e 55% na Europa – preferem comprar CDs, DVDs, livros e jogos de videogame pela internet.

Além disso, o estudo revelou que cerca de 70% dos consumidores das Américas e da Ásia-Pacífico, e 61% dos europeus tendem a comprar pacotes de viagem e passagens aéreas pela internet. E os clientes também estão confiando mais no mobile banking. Para se ter uma ideia, em 2008, a pesquisa da KPMG revelou que 50% das pessoas não se sentiam confortáveis com esse tipo de pagamento, mas, atualmente, 66% das pessoas pretendem usar seus celulares para pagar suas compras.

Então, por que não fazer parte dessa estatística? Além de fazer compras por lojas virtuais, você pode realizar seus pagamentos com as principais bandeiras de cartão de crédito, débito em conta, boleto bancário ou Oi Paggo com a DinheiroMail, plataforma líder da América Latina. Aproveite o conforto e segurança e boas compras!

Posted in Mercado | Tagged , , , , | Leave a comment

e-bit avalia compras coletivas no Brasil

Quem nunca ouviu alguém dizer que comprou um produto em sites de compras coletivas? Pois é, este tipo de comércio começou a existir no Brasil em 2010 e tem atraído muitos consumidores. Pensando nos clientes que fazem este tipo de compra, a e-bit, empresa especializada em prestar informações sobre o e-commerce, coletou informações diárias de mais de 120 sites de compras coletivas.

Os resultados mostraram que o consumidor sabe diferenciar o papel do site e dos parceiros. Para avaliação foi estabelecida notas de 1 a 5 e as categorias melhor colocadas foram as de “Bares e Casas Noturnas” e “Gastronomia”, que atingiram a média de 4,2. Já a que teve classificação mais baixa foi “Produtos”, que ficou com 3 pontos.

Uma das razões para a categoria “Produtos” não ser muito bem colocada, está no fato de muitos parceiros serem empresas pequenas que não têm estrutura para atender um número grande de pedidos e principalmente porque existem preços altos e atrasos causados pela importação. Outro motivo é o que os consumidores estão acostumados com lojas virtuais, que têm prazos menores para entrega.

Além disso, foi avaliado que a chance de uma pessoa entrar no site é 10% maior do que do que ela voltar a usar os serviços do parceiro. A categoria com menores chances de retorno também foi a de “Produtos”. A empresa SaveMe em parceria com a e-bit divulgou dados de relatórios sobre compras coletivas no Brasil, que revelam que o setor tem quase 9,7 milhões de consumidores e fatura cerca de R$ 30 milhões por semana.

Posted in Mercado | Tagged , , , , | Leave a comment

Comércio eletrônico cresce 32% em janeiro

O investimento pesado feito por lojistas na divulgação de promoções trouxeram bons resultados ao e-commerce. De acordo com a e-bit, empresa que presta informações sobre o setor, o faturamento na primeira quinzena de janeiro foi de R$ 1,05 bilhão, o que representa 32% a mais do que o atingido no mesmo período do ano passado, quando os ganhos foram de R$ 802 milhões.

Os saldões realizados pelas lojas virtuais foram os grandes responsáveis pelo bom faturamento. Os pedidos também cresceram e atingiram 2,78 milhões, 35% a mais do que os realizados na mesma época de 2011, em que as solicitações foram de 2,06 milhões. No entanto, o ticket médio, ou seja, a média entre o valor total das vendas e a quantidade de aquisições, ficou em R$ 379, 2% a menos que o ano passado, em que o valor ficou em R$ 388. Mesmo assim, a média foi maior do que a atingida em todo o ano de 2011, em que os ganhos ficaram próximos dos R$ 350.

E as empresas do comércio eletrônico atendem com cada vez mais eficiência às solicitações dos consumidores. Prova disso, foram os investimentos feitos nas áreas de logística, centros de distribuição, tecnologia e capacitação profissional, realizados  no ano passado e que renderam na queda dos atrasos, que dos 19% do início de 2011 passaram a 16% em 2012.

As categorias mais vendidas foram as de maior valor agregado, os “Eletrodomésticos” foram os primeiros colocados, seguidos pelos itens de “Informática” e “Eletrônicos”. Em quarto lugar ficaram “Casa & Decoração” e em quinto “Livros & Assinaturas e Revistas”. Já “Saúde, Beleza & Medicamentos” ficaram em sexto e “Moda & Acessórios” em oitavo, mas tiveram uma participação relevante, o que pode ter contribuído para a redução do ticket médio.

Posted in Mercado | Tagged , , , | Leave a comment

Compre com segurança pela internet

O Facebook, a maior rede social do mundo, tem conquistado cada vez mais usuários. E no comércio eletrônico isso não é diferente. Cada vez mais lojas virtuais apostam na rede, colocam o botão “Curtir” em suas páginas do site, para que cada vez mais sua marca, produtos ou serviços sejam divulgados. Algumas até colocam os “curtidores” nas páginas principais, o que aumenta a credibilidade da empresa.

No entanto, alguns cuidados são necessários na hora da compra, já que o fato da empresa ter 1 milhão de “curtirs”, por exemplo, não significa que ela seja segura. Confira as 10 dicas que preparamos para ajudá-lo na hora de comprar pela internet:

1- Confiança na loja: a primeira sugestão é que as compras sejam feitas em sites confiáveis, ou seja, de grandes e famosas empresas. Caso opte por fazê-las em um comércio pouco conhecido, verifique se ele tem CNPJ, telefones, e-mail para contato. No correio eletrônico, a empresa não terá muita credibilidade se a terminação não tiver o nome da empresa. Por exemplo: Se o nome da empresa for “ABC Preços”, o ideal é que o e-mail de acesso seja: contato@abcpreços.com.br.

2- O que os outros dizem a respeito: verifique o que as pessoas comentam nos sites de comparação e nas redes sociais, especialmente no Facebook. Se a empresa tem muitos “curtirs”, é possível que tenha bastantes comentários a respeito. Saiba quais são as opiniões sobre os produtos, serviços da empresa e se ela tem reclamações;

3- Relacionamento com o cliente: entre no Facebook da loja e verifique a atenção que é dada ao cliente: de quanto em quanto tempo respondem os questionamentos, como fazem isso, etc. Certifique-se de que existam outros canais para tirar dúvidas, como telefone SAC e Chat;

4- Registro da loja: descubra se a loja possui cadastro no site da Receita Federal, em que devem constar o CNPJ, data de abertura, nome e atividade da empresa. Desconfie das lojas que foram abertas próximas a datas comemorativas, como o Carnaval, por exemplo;

5- Super Ofertas: sempre desconfie de preços muito baixos, pois os produtos podem ser falsos ou o estabelecimento pode ser de um estelionatário ou de alguém que não paga os impostos;

6- Ícones de segurança: veja se o endereço da loja começa por https://; se existe um cadeado no canto inferior direito, que ao ser clicado mostra o nome da empresa e a validade do certificado de segurança; verifique se o site tem selos de segurança, em caso positivo, passe o mouse sobre eles e confirme as informações que aparecem;

7- Tenha em mãos a comprovação da compra: guarde e salve tudo aquilo que prove que você adquiriu um produto ou serviço, se possível, faça até a impressão das páginas;

8- Pagamentos Seguros: prefira pagar por grandes plataformas, como a DinheiroMail, líder na América Latina. Além de segura, ela garante várias opções de pagamento como boleto bancário, débito automático, cartão de crédito e Oi Paggo;

9- Acesso da loja: nunca compre, quando estiver fora de casa, como em lan houses ou cybers café. Faça logoff da sua máquina e limpe cookies e histórico da internet, assim que terminar de comprar;

10- Proteja seu computador: utilize Antispam e antivírus. Estes são procedimentos simples e fáceis de instalar na máquina e que podem evitar um hacker de invadir seu computador e pegar seus dados.

Posted in Compre com segurança, Mercado | Tagged , , , , , | Leave a comment

As principais tendências de TI para o seu empreendimento virtual

O ano de 2012 promete avanços na área de TI que também terão impacto no e-commerce. Ferramentas de geolocalização, comércio social e móvel, mídias sociais e gameficação ganharam mais espaço. Conheça as quatro principais tendências da Tecnologia da Informação, no comércio eletrônico:

1. Mídias Sociais: De acordo com a empresa de consultoria Garther, as empresas devem investir mais 40% no valor para as redes sociais, que pode chegar a US$ 14,9 bilhões. A tendência para 2012 é que as redes sociais e os negócios se aproximem mais. Prevê-se que as mídias sejam utilizadas em processos corporativos, como vendas e marketing;

2. Comércio Social/Móvel: A maior rede social do mundo, o Facebook, torna-se, aos poucos, uma grande rede de negócios, já que os usuários recomendam e trocam informações sobre ingressos, bens de consumo, passagens aéreas, entre outras. Com o Foursquare (serviço que permite saber onde se está, apenas com um celular), por meio da ferramenta ShopAlert, os consumidores serão alertados sobre ofertas na região onde estiverem. Por enquanto, esta possibilidade só está disponível nos Estados Unidos, mas já mostra como o comércio social e comércio móvel deverão crescer em 2012;

3. Geolocalização: Foi tendência em 2011 e estará mais em alta do que nunca, em 2012. A possibilidade de levar informação ao usuário de acordo com a sua localidade, como, por exemplo, indicar uma loja próxima à casa do consumidor, deve somar receitas de US$ 215 bilhões até o final do ano;

4. Gameficação: Você já ouviu falar nela? Trata-se de uma estratégia de marketing, que grandes empresas de internet, como Facebook, usam para atrair e manter seus usuários. São os jogos, os vídeos interativos e até mesmo os emblemas que os sites utilizam de uma forma inteligente e divertida para reforçar sua marca. Um estudo realizado pela SuperData revela que até 2014 o social games pode faturar US$ 238 milhões, superando os US$ 136 milhões previstos para 2011. E o Brasil já tem 35 milhões de usuários de jogos sociais e a tendência é que a gameficação se espalhe e seja usada em outros segmentos de maneira mais branda, como simulações financeiras e declaração do Imposto de Renda.

E aí, pronto para as tendências de TI de 2012?

Posted in Mercado | Tagged , , , , , , , | 1 Comment

O e-commerce que não para de crescer

A e-bit estima que em 2012 o comércio eletrônico deva crescer 25% no Brasil, comparado a 2011. No entanto, tal estimativa pode sofrer alterações, como ocorreu no ano passado, que em decorrência da crise econômica mundial e greve dos correios, o e-commerce não atingiu o crescimento de 26% conforme previsto.

Atualmente, o país tem cerca de 32 milhões de compradores pela internet e segundo a e-bit o conceito de long tail (palavras específicas colocadas na internet que possibilitam que o cliente localize com rapidez o que deseja, como por exemplo: tênis azul turquesa) ligado às tendências como a de expansão de negócios pela categoria de moda, que atende ao público de forma mais individualizada e está cada dia mais forte nas classes mais vendidas (eletrodomésticos, informática, saúde e beleza e eletrônicos).

Ainda de acordo com a e-bit, o crescimento da participação de pequenos varejistas, que eram 7% em 2010 e passaram a ser 8% no primeiro semestre de 2011, mostra como o long tail está em expansão. Para 2013, a estimativa é que o e-commerce cresça 22% dentro do país.

A DinheiroMail oferece os melhores recursos para que a sua loja virtual possa crescer junto ao comércio eletrônico. Realize agora mesmo as suas compras e vendas com segurança e rapidez, sem ter que sair de casa. Invista no futuro e seja bem-vindo ao do empreendedorismo digital.

Posted in Mercado | Tagged , , , , , | 1 Comment

Em busca da praticidade do dia a dia

Acompanhar a correria do dia a dia não é fácil. É trabalho, escola, família, trânsito e algumas ‘lombadas’ que, às vezes, surgem do nada e nos deixam perdidos. Mas com tantas coisas para serem feitas e decisões a serem tomadas, como podemos encontrar tempo para fazer compras? Ainda mais com segurança e a necessidade de se ter um determinado produto.

A todo instante surge uma novidade para nos ajudar a lidar com estas dúvidas. O mundo tecnológico, cibernético e do empreendimento digital trabalham para facilitar a correria e a falta de tempo, o que contribui para o crescimento do comércio eletrônico (setor este que colabora na busca da praticidade do corre-corre diário).

Segundo a e-bit, neste ano o e-commerce crescerá 25% a mais, comparado a 2011, com previsão de aumento de R$ 18,7 bilhões dentro do setor. E um dos motivos deste crescimento é o uso do mobile payment, também conhecido como m-payment ou apenas pagamento móvel.

Esta ferramenta permite que você faça compras e realize pagamentos em qualquer lugar e hora, desde que o celular tenha acesso à internet. São facilidades que atraem consumidores e inclusive lojistas, devido à praticidade e dinamismo.

A DinheiroMail possui o DinheiroMail Mobile, serviço compatível aos sistemas Symbian, iOS e Android de dispositivos móveis. Basta acessar m.dinheiromail.com.br e realizar seus pagamentos e transferências com conforto e rapidez, sem a preocupação do agito do cotidiano.

Posted in Mobile Payment | Tagged , , | Leave a comment

Redes sociais: anúncios e contato direto com os clientes

Você sabia que as redes sociais são importantes para ajudar na divulgação de ofertas e anúncios? Pois é, ferramentas como Twitter, Facebook, Orkut e Blogs podem aumentar a procura pelo serviço ou produto anunciado, além de estabelecer um contato com os possíveis interessados.

No Twitter, em até 140 caracteres, você pode descrever o essencial de seu anúncio, como marca, modelo e preço. Não se esqueça de inserir o link que levará o comprador até à mercadoria ou serviço divulgado. Seja criativo e crie quantos tuítes quiser, mas não seja tão repetitivo, porque isso pode incomodar seus seguidores.

Tanto no Facebook quanto no Orkut, você pode inserir imagens para ajudar na divulgação, além de encaminhar o anúncio para todos os seus amigos. Quanto mais se falar e reproduzir a oferta, mais são as chances de aumentar a procura pelo produto ou serviço. Também invista na descrição para atrair a atenção dos outros usuários das redes.

Em Blogs, você pode criar textos para falar sobre o anúncio, inserir imagens e vídeos, que podem ser um diferencial à mercadora. Seja breve, mas sempre criativo.

O bom de todas as redes sociais é que o público pode interagir com você através de tuítes, mensagens, comentários e scraps. Quanto mais segurança as pessoas sentirem, mais chances você terá de se tornar um bom empreendedor digital. Então não perca as oportunidades: conquiste a confiança de seus consumidores.

Posted in Mercado | Tagged , , , , , | Leave a comment